segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Vida...

A VIDA
Poema lírico-juvenil
Emile Brontë


A vida, acredita, não é um sonho
Tão negro quanto os sábios dizem ser.
Frequentemente uma manhã cinzenta
Prenuncia uma tarde agradável e soalhenta.

Às vezes há nuvens sombrias
Mas é apenas em certos dias;
Se a chuvada faz as rosas florir
Ó porquê lamentar e não sorrir?

Rapidamente, alegremente
As soalhentas horas da vida vão passando
Agradecidamente, animadamente
Goza-as enquanto vão voando.

E quando por vezes a Morte aparece
E consigo o que de Melhor temos desaparece?
E quando a dor se aprofunda
E a esperança vencida se afunda?

Oh, mesmo então a esperança há-de renascer,
Inconquistável, sem nunca morrer.
Alegre com a sua asa dourada
Suficientemente forte para nos fazer sentir bem
Corajosamente, sem medo de nada
Enfrenta o dia do julgamento que vem.
Porque gloriosamente, vitoriosamente
Pode a coragem o desespero vencer.
Beijos para todas vós e desculpem a minha ausência...

3 comentários:

Vera disse...

Ola!!
tudo bem?
Passei para espreitar as novidades, pois estive de ferias!

Aproveito para te convidar a espreitar o meu forum:
http://leilao.forumeiros.com/forum.htm
Alem de muitos leiloes bons de materiais e etc, é um forum de todos!

Anda também conhecer a nova revista:
Revista D`arte www.revistadarte.com
Onde fazes o download gratuito, podes participar nela, e ainda ganhar premios!

beijinhos
vera

Vi por aí... disse...

Ei, como assim????
Aparece, participa da promô do "Vi por aih" e depois some?????
Assim não!!!
Passa lá em casa para um cafezinho e dois dedos de prosa...
rs
Bjkas da amiga Jô

liliandreia disse...

ola!realmente a vida nao é facil. ha que acreditar.
bjs